Que os nossos inimigos trabalhem ao nosso favor!

Um homem rico entrou num bar em Miami. Assim que ele entrou, ele notou uma mulher africana (negra), sentada em um canto.
Ele foi até ao balcão, tirou a carteira e gritou: ” Barman! Estou a comprar bebidas para todos neste bar, exceto para aquela mulher negra ali!”
O empregado do bar recolheu o dinheiro e começou a servir bebidas grátis a todos no bar, exceto para a mulher africana. Em vez de ficar chateada, a mulher negra simplesmente olhou para o tipo e gritou: “Obrigada!”
Isto enfureceu o homem rico. Então, mais uma vez, ele tirou a carteira e gritou: “Empregado! Desta vez eu estou comprando garrafas de vinho e comida adicional para todos neste bar, exceto para aquela africana sentada ali no canto!” O garçom recolheu o dinheiro do homem e começou a servir comida grátis e vinho para todos no bar exceto para a africana.
Quando o empregado acabou de servir a comida e as bebidas, a mulher africana simplesmente sorriu para o homem e disse: “Obrigada!” O que o deixou furioso. Então, ele inclinou-se sobre o balcão e perguntou ao barman: ” O que há de errado com aquela mulher negra? Comprei comida e bebidas para todos neste bar, exceto para ela, e em vez de ficar zangada, ela senta-se ali, sorri para mim e grita: “Obrigada!” “Ela está louca?” O barman sorriu para o homem rico e disse: “Não, ela não é louca. Ela é a dona deste estabelecimento.” 😎
Que os nossos inimigos trabalhem sem saber a nosso favor… ✊✊✊

 

Texto retirado do Facebook. Desconheço o autor.

O idiota da aldeia

Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia.
Um pobre coitado, de pouco estudo e sabedoria, vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra menor, de 2.000 REIS.
Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos. Certo dia,
um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda nao havia percebido que a moeda maior valia menos. Eu sei respondeu o tolo assim: Ela vale cinco vezes menos,
mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda.
Pode-se tirar varias conclusões dessa pequena narrativa.
A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda.
Mas a conclusão mais interessante é:
A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não tem uma boa opinião a nosso respeito.
Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos.
O maior prazer de uma pessoa inteligente é bancar o idiota, diante de um idiota que banca o inteligente.

Lição do Dia: você acha que desistir é uma opção?

Aos 5 anos, perdeu seu pai.
Aos 16, abandonou a escola.
Aos 17, já tinha perdido 4 empregos.
Casou-se aos 18. Quando tinha 20, a esposa o deixou.
Em seguida, ele se tornou cozinheiro em um pequeno café.
Aos 65 anos, isso mesmo, aos 65 anos aposentou-se sentindo-se um verdadeiro fracassado, foi onde decidiu cometer suicídio, quando ele começou a escrever sua despedida, decidiu colocar no papel o que ele queria ter feito com sua vida.
Foi aí que desistiu de se matar e pegou emprestado US$ 87 e começou a fazer frangos fritos utilizando sua própria receita.
E começou a vender de porta em porta.
Aos 88 anos, Coronel Sanders, fundador da Kentucky Fried Chicken – KFC, tornou-se um bilionário.
Tendo em vista isso, você realmente acha que está velho para fazer algo?
Você acha que realmente desistir é uma opção? DESISTIR NÃO É UMA OPÇÃO!!!
Quando as pessoas entendem que o sucesso é uma questão de persistência, de continuar até conseguir, elas fazem coisas incríveis!

Boa Semana!

Lição do dia: 4 aulas de gestão Estratégica

Pessoal, recebi via Facebook um texto com as 4 aulas de Gestão Estratégica…

1ª AULA
Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta:
– Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?
O corvo responde:
– Claro, porque não?
O coelho senta no chão embaixo da árvore e relaxa. De repente uma raposa aparece e come o coelho.

Conclusão: Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar no topo.

2ª AULA

Na África todas as manhãs o veadinho acorda sabendo que deverá conseguir correr mais do que o leão se quiser se manter vivo.
Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deverá correr mais que o veadinho se não quiser morrer de fome.

Conclusão: Não faz diferença se você é veadinho ou leão, quando o sol nascer você tem que começar a correr.

3ª AULA

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e, na rua, encontram uma antiga lâmpada mágica.
Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um gênio.
O gênio diz:
– Eu só posso conceder três desejos, então, concederei um a cada um de vocês!
– Eu primeiro, eu primeiro, grita um dos funcionários! Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida… Puff e ele foi.
O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:
– Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de pina coladas! Puff, e ele se foi.
Agora você, diz o gênio para o gerente.
– Eu quero aqueles dois folgados de volta ao escritório logo depois do almoço para uma reunião!

Conclusão: Deixe sempre o seu chefe falar primeiro.

gestao estrategica

4ª aula

Um fazendeiro resolve colher algumas frutas em sua propriedade, pega um balde vazio e segue rumo às árvores frutíferas. No caminho, ao passar por
uma lagoa, ouve vozes femininas e acha que provavelmente algumas mulheres invadiram suas terras. Ao se aproximar lentamente,observa várias belas
garotas nuas se banhando na lagoa. Quando elas percebem a sua presença, nadam até a parte mais profunda da lagoa e gritam:
– Nós não vamos sair daqui enquanto você não deixar de nos espiar e for embora.
O fazendeiro responde:
– Eu não vim aqui para espiar vocês, eu só vim alimentar os jacarés!

Conclusão: A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos mais rapidamente.

Portanto,
Antes de falar, escute…
Antes de escrever, pense…
Antes de gastar, ganhe…
Antes de julgar, espere…
Antes de desistir, tente…

“No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras, que vão te odiar pelo mesmo motivo.”
Fica a dica…

Essa foto tem uma linda história de luta e coragem

Esse foto de James Meredith sendo baleado por um atirador de elite chamado Aubrey James Norvell valeu um Prêmio Pultizer.

James Meredith foi o primeiro afro-americano a se formar pela Universidade do Mississippi. A Universidade do Mississippi proibia a entrada de negros, mas uma decisão da Suprema Corte dos EUA (Brown Contra o Conselho de Educação de Topeka) havia proibido a segregação em escolas que recebessem verbas públicas. Mas Meredith e a equipe legal da NAACP (National Association for the Advancement of Colored People, ou “Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor”) sabiam que não basta mudar a lei, é preciso forçar a sua aplicação. Em 1961, Meredith tentou se matricular duas vezes na Universidade do Mississippi, sem sucesso, apesar de suas ótimas notas. O advogado contratado em seu nome pela NAACP, o lendário Medgar Evers, recorreu à Justiça alegando práticas segregacionistas, e o caso chegou à Suprema Corte.

O governador do Mississippi, Ross Barnett, estava disposto a impedir Meredith de se matricular, inclusive patrocinando um projeto de lei na assembléia legislativa do Mississippi feita sob encomenda para barrá-lo, mas o Ministro da Justiça dos EUA, Robert Kennedy, interveio com Barnett para impedi-lo de mudar a lei, que proibiria pessoas condenados pelo Código Penal de Mississippi de entrarem em escolas estaduais (Meredith havia sido condenado por ser negro e pedir registro de eleitor, o que era poribido no Mississippi).

A Suprema Corte decidiu a favor de Meredith e no dia primeiro de outubro de 1962, ele fez História e entrou para a Universidade do Mississippi. Os brancos locais fizeram uma insurgência e o Presidente da República John F. Kennedy enviou 500 homens do Serviço de Aguzis federal para conter a revolta, e para reforços chamou a Guarda Nacional, a Polícia do Exército, o 503o. Batalhão da Polícia Militar, a a Patrulha da Fronteira. Duas pessoas morreram–inclusive um jornalista francês–e 160 agentes (aguazis) federais e 40 soldados e membros da Guarda Nacional foram feridos. Foi uma reprise da histórica Batalha de Little Rock em 1957.

James Meredith superou o racismo dos colegas de universidade e se formou em ciência política. Aprofundou os estudos na Universidade de Ibadan na Nigéria. Voltou aos EUA em 1965 para participar do movimento pela aplicação da Lei do Direito ao Voto, daquele mesmo ano. No dia seis de junho de 1966, ele começou uma marcha solitária de Memphis, no Tennessee, para Jackson, no Mississippi, anunciando que pretendia se registrar como eleitor, como a nova lei permitia. Eram mais de 220 milhas que ele pretendia percorrer a pé para chamar a atenção da comunidade afro-americana e encorajá-la a enfrentar as ameaças–inclusive de morte–que sofriam toda vez que tentavam se registrar como eleitores. a certa altura da marcha ele próprio levou um tiro de Aubrey James Norvell. A sua agonia, registrada nas lentes de Jack R. Thornell numa foto que lhe valeria o Pulitzer no ano seguinte, ganhou as manchetes de todo o país e imediatamente a SCLC (Southern Christian Leadership Conference, ou “Conferência de Lideranças dos Cristãos do Sul”) de Martin Luther King Jr. e a SNCC (Student Non-Violent Coordination Committee, ou “Comitê Não-Violento de Coordenação Estudantil) de Stokely Carmichael, bem como o Human Rights Medical Committee (“Comitê Médico de Direitos Humanos”), Cleveland Sellers e Floyd McKissick se juntaram à marcha para terminar o trajeto de Meredith começou. Com o tempo, pessoas de todo o país, negras e brancas, se juntaram à marcha, que ficou conhecida como Marcha Contra o Medo.

A Marcha Contra o Medo enfrentou vários obstáculos. Alimentados por mutirões e dormindo em acampamentos, seus integrantes ganharam as páginas dos jornais e viraram notícia internacional. Carmichael chegou a ser preso em 16 de junho, em Greenwood no Mississippi, por supostamente invadir propriedade pública; após algumas horas na cadeia ele voltou à marcha, que havia parado para fazer um comício, e nele fez seu célebre discurso “Black Power”, que popularizou a expressão. A SNCC com o ‘slogan’ “Black Power” (“Poder Negro”) e a SCLC com “Freedom Now” (“Liberdade Agora”) estavam expondo a público suas distinções. Em Canton, no Mississippi, a polícia estadual atacou a marcha, inclusive com gás lacrimogênio, deixando dezenas de feridos, um em estado grave. Os feridos foram acolhidos pelas freiras de uma escola católica nos arredores.

James Meredith sobreviveu ao tiro. Não só: recebeu alta do hospital a tempo de se juntar à Marcha Contra o Medo na véspera de sua chegada a Jackson, no dia 25 de junho. Naquela altura, a marcha já contava com 15 mil manifestantes. Eles foram recebidos por um show gratuito de James Brown. Pelo menos quatro mil eleitores negros do Mississippi foram direto da marcha para obter seu registro eleitoral.

James Meredith completa hoje 79 anos. Um personagem feito de carne e osso e coragem o bastante para dar a cara à tapa e enfrentar o racismo. No processo, reuniu ao seu redor as forças sociais que fizeram dele o epicentro de dois episódios históricos na luta contra o racismo. Hoje, há uma estátua em sua homenagem na Universidade do Mississippi. O combate ao racismo é um combate autêntico, porque não depende se super-heróis para ser travado. Não cabe sequer às personalidades mais magnéticas como Martin Luther King, Jr., Malcolm X, Stokeley Carmichael e W.E.B. DuBois. Depende de maneira mais decisiva da participação de todas as pessoas de carne e osso, conquanto tiverem coragem para dar a cara à tapa.

Fonte: Facebook. Autor: Não Identificado

Regras inevitáveis para o sucesso – Donald Trump

Caminho para o sucesso

Se alguém não sabe Donald John Trump, é um excêntrico magnata dos negócios, investidor, socialite, escritor e personalidade da televisão americana. Ele é um candidato para a nomeação republicana para o presidente dos Estados Unidos, na eleição presidencial de 2016.

12 Regras inevitáveis para o sucesso, segundo Donald Trump:

1 – Você perderá alguns “amigos”.

2 – Pensará que está ficando louco.

3 – Sentirá dor.

4 – Falará em desistir centena de vezes.

5 – Perderá dinheiro.

6 – Chorará antes  de obter o sucesso.

7 – Tua família e teus amigos vão te desanimar.

8 – Vai duvidar de ti próprio milhares de vezes.

9 – Vai desenvolver hábitos estranhos.

10 – As pessoas te agredirão sem motivo

11 – Tudo valerá a pena

12 – ENTÃO DE REPENTE, TODOS IRÃO QUERER SER SEU MELHOR AMIGO!

 

Seja diferente e tenha resultados diferentes

[:pt]Estude muito, mas não necessariamente pelas vias convencionais;

Trabalhe muito, mas não necessariamente em um emprego considerado padrão;

Sonhe muito, mas de preferência acordado;

Ame muito, mas de preferência leal a uma única pessoa;

Viaje muito, mas não necessariamente usando drogas ou bêbado;

Divirta-se muito, mas de preferência em seu projeto;

Se encontrou a pessoa certa bem cedo, por que ter medo? Case!

Se precisar virar a noite trabalhando, produza na madruga!

Deu errado? Aprenda os erros e tente de novo. Deu certo? Aprenda como melhorar e tente de novo.

Se a moda é o egoísmo, então divida, compartilhe e ajude.

Se ser esperto e descolado é levar a vida de balada em balada sem construir nada, então seja otário!

Se tá todo mundo indo numa direção, então é justamente pra lá que você jamais deve ir.

Agora, caso você deseje ter os mesmos resultados na vida que a maioria das pessoas têm, basta fazer do jeito todo mundo faz e por favor, ignore tudo que eu escrevi acima.[:en]Study hard, but not necessarily by conventional routes;

Work hard, but not necessarily in a job considered standard;

Dream a lot, but preferably agreed;

Love Much, but fair preference to one person;

I travel a lot, but not necessarily using drugs or drunk;

Play hard, but preferably in your project;

If you have found the right person early, why be afraid? Case!

If you need to turn the night working, given on the early bird!

It went wrong? Learn errors and try again. It worked? Learn how to improve and try again.

If fashion is selfishness, then divide, share and help.

If being smart and cool is to take the ballad of life ballad without building anything, so be sucker!

If everybody’s going in one direction, then it’s just over there that you should never go.

Now, if you want to have the same results in life that most people have, just do it the way everyone else does and please ignore everything I wrote above.[:de]Estude muito, mas não necessariamente pelas vias convencionais;

Trabalhe muito, mas não necessariamente em um emprego considerado padrão;

Sonhe muito, mas de preferência acordado;

Ame muito, mas de preferência leal a uma única pessoa;

Viaje muito, mas não necessariamente usando drogas ou bêbado;

Divirta-se muito, mas de preferência em seu projeto;

Se encontrou a pessoa certa bem cedo, por que ter medo? Case!

Se precisar virar a noite trabalhando, produza na madruga!

Deu errado? Aprenda os erros e tente de novo. Deu certo? Aprenda como melhorar e tente de novo.

Se a moda é o egoísmo, então divida, compartilhe e ajude.

Se ser esperto e descolado é levar a vida de balada em balada sem construir nada, então seja otário!

Se tá todo mundo indo numa direção, então é justamente pra lá que você jamais deve ir.

Agora, caso você deseje ter os mesmos resultados na vida que a maioria das pessoas têm, basta fazer do jeito todo mundo faz e por favor, ignore tudo que eu escrevi acima.[:]