Lição do Dia: você acha que desistir é uma opção?

Aos 5 anos, perdeu seu pai.
Aos 16, abandonou a escola.
Aos 17, já tinha perdido 4 empregos.
Casou-se aos 18. Quando tinha 20, a esposa o deixou.
Em seguida, ele se tornou cozinheiro em um pequeno café.
Aos 65 anos, isso mesmo, aos 65 anos aposentou-se sentindo-se um verdadeiro fracassado, foi onde decidiu cometer suicídio, quando ele começou a escrever sua despedida, decidiu colocar no papel o que ele queria ter feito com sua vida.
Foi aí que desistiu de se matar e pegou emprestado US$ 87 e começou a fazer frangos fritos utilizando sua própria receita.
E começou a vender de porta em porta.
Aos 88 anos, Coronel Sanders, fundador da Kentucky Fried Chicken – KFC, tornou-se um bilionário.
Tendo em vista isso, você realmente acha que está velho para fazer algo?
Você acha que realmente desistir é uma opção? DESISTIR NÃO É UMA OPÇÃO!!!
Quando as pessoas entendem que o sucesso é uma questão de persistência, de continuar até conseguir, elas fazem coisas incríveis!

Boa Semana!

Lição do dia: 4 aulas de gestão Estratégica

Pessoal, recebi via Facebook um texto com as 4 aulas de Gestão Estratégica…

1ª AULA
Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta:
– Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?
O corvo responde:
– Claro, porque não?
O coelho senta no chão embaixo da árvore e relaxa. De repente uma raposa aparece e come o coelho.

Conclusão: Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar no topo.

2ª AULA

Na África todas as manhãs o veadinho acorda sabendo que deverá conseguir correr mais do que o leão se quiser se manter vivo.
Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deverá correr mais que o veadinho se não quiser morrer de fome.

Conclusão: Não faz diferença se você é veadinho ou leão, quando o sol nascer você tem que começar a correr.

3ª AULA

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e, na rua, encontram uma antiga lâmpada mágica.
Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um gênio.
O gênio diz:
– Eu só posso conceder três desejos, então, concederei um a cada um de vocês!
– Eu primeiro, eu primeiro, grita um dos funcionários! Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida… Puff e ele foi.
O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:
– Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de pina coladas! Puff, e ele se foi.
Agora você, diz o gênio para o gerente.
– Eu quero aqueles dois folgados de volta ao escritório logo depois do almoço para uma reunião!

Conclusão: Deixe sempre o seu chefe falar primeiro.

gestao estrategica

4ª aula

Um fazendeiro resolve colher algumas frutas em sua propriedade, pega um balde vazio e segue rumo às árvores frutíferas. No caminho, ao passar por
uma lagoa, ouve vozes femininas e acha que provavelmente algumas mulheres invadiram suas terras. Ao se aproximar lentamente,observa várias belas
garotas nuas se banhando na lagoa. Quando elas percebem a sua presença, nadam até a parte mais profunda da lagoa e gritam:
– Nós não vamos sair daqui enquanto você não deixar de nos espiar e for embora.
O fazendeiro responde:
– Eu não vim aqui para espiar vocês, eu só vim alimentar os jacarés!

Conclusão: A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos mais rapidamente.

Portanto,
Antes de falar, escute…
Antes de escrever, pense…
Antes de gastar, ganhe…
Antes de julgar, espere…
Antes de desistir, tente…

“No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras, que vão te odiar pelo mesmo motivo.”
Fica a dica…

Essa foto tem uma linda história de luta e coragem

Esse foto de James Meredith sendo baleado por um atirador de elite chamado Aubrey James Norvell valeu um Prêmio Pultizer.

James Meredith foi o primeiro afro-americano a se formar pela Universidade do Mississippi. A Universidade do Mississippi proibia a entrada de negros, mas uma decisão da Suprema Corte dos EUA (Brown Contra o Conselho de Educação de Topeka) havia proibido a segregação em escolas que recebessem verbas públicas. Mas Meredith e a equipe legal da NAACP (National Association for the Advancement of Colored People, ou “Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor”) sabiam que não basta mudar a lei, é preciso forçar a sua aplicação. Em 1961, Meredith tentou se matricular duas vezes na Universidade do Mississippi, sem sucesso, apesar de suas ótimas notas. O advogado contratado em seu nome pela NAACP, o lendário Medgar Evers, recorreu à Justiça alegando práticas segregacionistas, e o caso chegou à Suprema Corte.

O governador do Mississippi, Ross Barnett, estava disposto a impedir Meredith de se matricular, inclusive patrocinando um projeto de lei na assembléia legislativa do Mississippi feita sob encomenda para barrá-lo, mas o Ministro da Justiça dos EUA, Robert Kennedy, interveio com Barnett para impedi-lo de mudar a lei, que proibiria pessoas condenados pelo Código Penal de Mississippi de entrarem em escolas estaduais (Meredith havia sido condenado por ser negro e pedir registro de eleitor, o que era poribido no Mississippi).

A Suprema Corte decidiu a favor de Meredith e no dia primeiro de outubro de 1962, ele fez História e entrou para a Universidade do Mississippi. Os brancos locais fizeram uma insurgência e o Presidente da República John F. Kennedy enviou 500 homens do Serviço de Aguzis federal para conter a revolta, e para reforços chamou a Guarda Nacional, a Polícia do Exército, o 503o. Batalhão da Polícia Militar, a a Patrulha da Fronteira. Duas pessoas morreram–inclusive um jornalista francês–e 160 agentes (aguazis) federais e 40 soldados e membros da Guarda Nacional foram feridos. Foi uma reprise da histórica Batalha de Little Rock em 1957.

James Meredith superou o racismo dos colegas de universidade e se formou em ciência política. Aprofundou os estudos na Universidade de Ibadan na Nigéria. Voltou aos EUA em 1965 para participar do movimento pela aplicação da Lei do Direito ao Voto, daquele mesmo ano. No dia seis de junho de 1966, ele começou uma marcha solitária de Memphis, no Tennessee, para Jackson, no Mississippi, anunciando que pretendia se registrar como eleitor, como a nova lei permitia. Eram mais de 220 milhas que ele pretendia percorrer a pé para chamar a atenção da comunidade afro-americana e encorajá-la a enfrentar as ameaças–inclusive de morte–que sofriam toda vez que tentavam se registrar como eleitores. a certa altura da marcha ele próprio levou um tiro de Aubrey James Norvell. A sua agonia, registrada nas lentes de Jack R. Thornell numa foto que lhe valeria o Pulitzer no ano seguinte, ganhou as manchetes de todo o país e imediatamente a SCLC (Southern Christian Leadership Conference, ou “Conferência de Lideranças dos Cristãos do Sul”) de Martin Luther King Jr. e a SNCC (Student Non-Violent Coordination Committee, ou “Comitê Não-Violento de Coordenação Estudantil) de Stokely Carmichael, bem como o Human Rights Medical Committee (“Comitê Médico de Direitos Humanos”), Cleveland Sellers e Floyd McKissick se juntaram à marcha para terminar o trajeto de Meredith começou. Com o tempo, pessoas de todo o país, negras e brancas, se juntaram à marcha, que ficou conhecida como Marcha Contra o Medo.

A Marcha Contra o Medo enfrentou vários obstáculos. Alimentados por mutirões e dormindo em acampamentos, seus integrantes ganharam as páginas dos jornais e viraram notícia internacional. Carmichael chegou a ser preso em 16 de junho, em Greenwood no Mississippi, por supostamente invadir propriedade pública; após algumas horas na cadeia ele voltou à marcha, que havia parado para fazer um comício, e nele fez seu célebre discurso “Black Power”, que popularizou a expressão. A SNCC com o ‘slogan’ “Black Power” (“Poder Negro”) e a SCLC com “Freedom Now” (“Liberdade Agora”) estavam expondo a público suas distinções. Em Canton, no Mississippi, a polícia estadual atacou a marcha, inclusive com gás lacrimogênio, deixando dezenas de feridos, um em estado grave. Os feridos foram acolhidos pelas freiras de uma escola católica nos arredores.

James Meredith sobreviveu ao tiro. Não só: recebeu alta do hospital a tempo de se juntar à Marcha Contra o Medo na véspera de sua chegada a Jackson, no dia 25 de junho. Naquela altura, a marcha já contava com 15 mil manifestantes. Eles foram recebidos por um show gratuito de James Brown. Pelo menos quatro mil eleitores negros do Mississippi foram direto da marcha para obter seu registro eleitoral.

James Meredith completa hoje 79 anos. Um personagem feito de carne e osso e coragem o bastante para dar a cara à tapa e enfrentar o racismo. No processo, reuniu ao seu redor as forças sociais que fizeram dele o epicentro de dois episódios históricos na luta contra o racismo. Hoje, há uma estátua em sua homenagem na Universidade do Mississippi. O combate ao racismo é um combate autêntico, porque não depende se super-heróis para ser travado. Não cabe sequer às personalidades mais magnéticas como Martin Luther King, Jr., Malcolm X, Stokeley Carmichael e W.E.B. DuBois. Depende de maneira mais decisiva da participação de todas as pessoas de carne e osso, conquanto tiverem coragem para dar a cara à tapa.

Fonte: Facebook. Autor: Não Identificado

Sebrae e BNDES vão realizar seminários de crédito em todo o país

Brasília – Disseminar informação sobre linhas de financiamento oferecidas aos pequenos negócios atendidos pelo Sebrae é a proposta dos Seminários de Crédito BNDES, eventos organizados pelas unidades estaduais em todo o país. Para este ano, estão previstos 200 encontros de, aproximadamente, três horas de duração, com palestras e rodadas de crédito, sob o comando de técnicos das duas instituições e representantes de bancos federais e privados, cooperativas de crédito e agências estaduais de desenvolvimento.

A prioridade é promover os seminários em pequenas e médias cidades, com mais de 30 mil habitantes, onde as informações e o acesso a esses meios de financiamento são menos conhecidos. Espera-se a participação de 50 empreendedores por evento, em média, os quais serão apresentados a produtos e serviços bancários como o Cartão BNDES, o BNDES Automático e o Progeren, todos voltados aos pequenos negócios e operacionalizados por agentes financeiros.

O seminário começa com uma palestra do representante do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), seguida de explanação dos gerentes das instituições financeiras e técnicos do Sebrae, culminando em uma rodada de crédito com os empresários. “Esse formato permite uma aproximação entre os nossos clientes e as instituições financeiras, em ambiente e momento voltados totalmente ao tema crédito”, explica João Silvério, analista de Acesso a Mercados e Serviços Financeiros do Sebrae.

Os Seminários de Crédito são realizados nacionalmente desde 2014 e têm origem em experiência anterior de parceria entre o BNDES e as unidades do Sebrae na Região Sul. Em 2015, houve 203 desses eventos, para mais de 13 mil empreendedores. Neste ano, a meta é atingir 192 cidades com 202 seminários e ultrapassar a marca de 14 mil empreendedores atendidos.

Agenda de Seminários de Crédito 2016:

Agenda de Seminários de Crédito 2016.Ilustração

Agenda de Seminários de Crédito 2016.Ilustração

Papo de Negócio:

Para quem se interessa pelas linhas de crédito do BNDES, está no ar uma edição do Papo de Negócio que pode ajudar empresários interessados no tema a terem uma boa noção sobre os tipos de financiamento oferecidos pelo banco de desenvolvimento.

Mais informações:
Mais informações podem ser obtidas pela Assessoria de Imprensa Sebrae no telefones (61) 3243-7851, (61) 3243-7852 ou (61) 2104-2770. Também pode contatar pelo email do Sebrae: imprensa@sebrae.com.br

1 2 3 4 5 6